Weather

Sacramento, MG

°C

Santa Casa entra em greve parcial de 70% e promete fechar as portas na sexta-feira

Santa Casa entra em greve parcial de 70%, mas médicos e funcionários prometem paralisação total se, na sexta-feira não houver pagamento dos salários atrasados.

A Santa Casa amanheceu nesta quarta-feira com faixas de protestos dos funcionários que não recebem seus salários desde outubro. "Estamos em greve", "Salário atrasado, prefeito calado" foram algumas das expressões usadas pelos servidores nas faixas fixadas na porta do hospital. O presidente do SindiSaúde, Sr. Juny Júnior Guimarães, lamenta a situação mas apoia a posição dos funcionários: "Tivemos que tomar uma atitude drástica com ato de greve, amparados pela Constituição Federal, para dar legitimidade à paralisação dos trabalhadores. Estamos com 70% de paralisação, mas a partir do próximo dia 30 ou 1º do próximo mês, podemos chegar aos 100% de greve." - finalizou o presidente.

Os serviços do hospital estão funcionando parcialmente, pois apenas 30% dos 92 funcionários estão trabalhando normalmente em escalas de horários. O pronto socorro ainda tem médico de plantão, porém a classe ameaça aderir ao movimento de paralisação se não houver pagamento até a próxima sexta-feira. "O pronto socorro está com um médico que ainda não aderiu à greve pois está esperando o dia 1º de janeiro, estamos apenas com um funcionário para atender urgência e emergência. A partir de sexta-feira fecharemos as portas da Santa Casa se não houver uma posição." - foram as palavras firmes do Presidente do Sindicato dos Trabalhadores, Roberto da Silva.

Informações confirmadas pelo funcionário e vereador eleito Matheus Pereira, dão conta de que o provedor do hospital, o Sr. Itair dos Reis Ferreira, esteve em reunião hoje com representantes da Prefeitura Municipal de Sacramento (PMS). A posição da PMS é que a subvenção só será repassada em dezembro e não houve confirmação de valores. Conforme já noticiamos, a subvenção está atrasada desde o mês de outubro e prestes a vencer o mês de novembro. Com a subvenção, a provedoria paga os salários dos funcionários e os plantões dos médicos do pronto socorro.

A repercussão do caso é grande, haja vista a presença da TV Alterosa em Sacramento para cobertura da greve dos funcionários.